Acho que vi por aqui!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Pós-parto (parte final)

Oie! Voltei... Como foram as festas? Espero que tenham sido maravilhosas!!!

Acredito que eu já tenha falado um pouquinho de tudo sobre o pós-parto, e para encerrar esse assunto, hoje vou falar um pouquinho sobre o banho no bebê recém-chegado da maternidade que se tornará uma rotina super gostosa pra você e seu bebê.

Geralmente na maternidade os banhos são realizados pela equipe de enfermagem (foi o meu caso). O primeiro banho do Bryan não vimos, foi dado logo após fazerem a pesagem e medição de rotina do primeiro dia (algumas horas após o nascimento), me pediram apenas para deixar um kit de troca para levarem ele; pouco tempo depois trouxeram meu bebezão de banho tomado e dormindo.

No dia seguinte, a técnica de enfermagem deu o banho do Bryan no quarto mesmo; achei super legal, o bercinho onde o bebê fica, também é uma banheira (na nossa maternidade foi assim); ela explicou todos os detalhes do banho pra mãe de primeira viagem, que ainda estava meio perdida diante de tanta informação (fralda, umbigo, choro, amamentação...); e vou descrever aqui o passo-a-passo:

  • Antes de tudo se prepare e deixe tudo à postos: escolha as roupinhas e deixe tudo sem abotoar para facilitar, abra a fralda (no caso das descartáveis) - elas costumam ficar dobradinhas e quase grudadas nelas mesmas, prepare o  kit "curativo" para o umbigo, cotonetes, fralda de pano para conter possíveis acidentes com xixi ou cocô, sabonete, toalha (recomendo fralda-toalha), pomadinha contra assaduras e o trocador (caso não tenha. dá pra improvisar depois eu conto rs).
  • Higienize a banheira e coloque a água - a temperatura ideal é entre 36 e 37 graus. Alguns costumam testar com a pele do antebraço onde a pele é um pouco mais sensível, outros usam o pulso, e tem também quem use o termômetro específico para isso. Eu usei e ainda uso o toque com o pulso, mas em todo caso use o bom senso, e nada de achar que está frio e que o bebê vai se sentir melhor num banho quentinho; a pele do bebê é super sensível e pode reagir a queimaduras facilmente. 
  • Tudo preparado? Então, agora sim é hora de deixar o bebê peladinho, e que dó que me dava... Limpe o bebê com o lencinho ou algodão (o que você preferir) para retirar o excesso de pomada contra assaduras, xixi, ou cocô que possa estar na pele do bebê, mas com muito cuidado, não precisa esfregar; se estiver muito grudado no caso  do cocô ou pomada, use um pouquinho de óleo para higiene (recomendo aquele da "J.J" - não é marketing, é o que usamos aqui mesmo).
  • A técnica de enfermagem na maternidade, explicou que antes de colocar o bebê inteiro na água, devemos primeiramente, molhar e lavar apenas a cabeça, depois de lavada (que é bem rapidinho) seque com cuidado, e só então coloque o corpinho do bebê na água da banheira para concluir o banho; não exagere no sabonete para não ressecar a pele do bebê; lave todas as curvinhas do bebê, que provavelmente vai chorar até se sentir confortável com o banho, geralmente, isso ocorre quando colocamos o bebê de barriga para baixo (a posição vai deixá-lo meio encolhidinho como estava na barriga da mãe).
  • Tudo devidamente lavadinho; mamãe toda torta (ainda) tentando descobrir uma posição para que o bebê não escorregue na banheira (e como são escorregadios, e com sabonete então...), é hora de tirar o bebê da água com cuidado para secar, cuidar do umbigo, e colocar a roupinha. Missão cumprida.

Daí você me pergunta; por que razão tenho que lavar primeiro a cabeça do bebê?
O bebês perdem o aquecimento e se resfriam muito facilmente, então, fazendo esse processo, a cabecinha que fica fora da água, não vai esfriar enquanto você lava o resto do corpinho que estará na água "quentinha".

ESCOLHENDO PRODUTOS DE BANHO (experiência própria):

Existe um monte de marcas e produtos para higiene de bebês, mas ainda assim devemos ficar atentos...

Você sabia, que nem todo sabonete específico para bebê NÃO ARDE OS OLHOS?
Pois é, eu não sabia. Antes do Bryan nascer, compramos vários tipos de produtos para ver qual seria mais adequado à ele, o melhor de todos foi uma linha para recém-nascidos; foi maravilhoso, porém, um dia resolvemos experimentar um sabonete em barra (aquele da "J.J"), que é para bebês; mas não sabia eu que o bendito não era SEM LÁGRIMAS, sempre tomei cuidado com o sabão nos olhos do Bryan (mesmo usando produtos que dizem ser sem lágrimas), durante o banho Bryan ficou agitado e levava as mãozinhas (ainda descoordenadas) aos olhinhos, como já havia lavado a cabeça e rosto dele com o sabonete líquido de costume nem passou pela minha cabeça o que poderia ser; acelerei o banho e fiquei observando; horas depois, enquanto amamentava me veio a cabeça uma possibilidade - Será que espirrou água do banho nos olhos dele? Mas só usei produtos para bebê!?!
Resolvi testar em mim os sabonetes que usei no banho do Bryan; o sabonete líquido não ardeu, em compensação aquele sabonete em barra... Fiquei com o coração apertado em saber que meu bebê estava incomodado com "sabão" nos olhinhos e não podia fazer nada. Corri para ler a embalagem; e não, não dizia que não ardia os olhos, pelo contrário, dizia para não deixar entrar em contato com os olhos - como um produto usado para banhar bebês não é SEM LÁGRIMA??? 

Moral da história: Não use nada sem antes ler as recomendações do fabricante, e se possível teste em você primeiro.

Sempre li modo de uso de TUDO, desde de bula de remédios até instruções do rótulo da embalagem do shampoo, como eu pude esquecer de verificar o sabonete? 

Pois bem, vivendo e aprendendo (e nesse caso me remoendo). quando se trata de bebês, crianças, idosos e animais; todo cuidado é pouco.

Dica para o banho do bebê:

Para não resfriar seu bebê, ou até mesmo acontecer da água da banheira esfriar muito rápido; recomendo que você escolha um ambiente fechado, sem corrente de vento, e que você não tenha que percorrer de um comodo da casa para outro, por exemplo dar banho no banheiro e secar e trocar no quarto; se sua banheira for daquelas que tem suporte e vira um trocador, dá pra fazer tudo no banheiro mesmo (é menor, fechadinho e ainda pode ficar quentinho em dias frios se você ligar o chuveiro); caso não tenha dá pra improvisar e levar tudo par o quarto do bebê ou para o seu mesmo, só tome cuidado para não virar a banheira na cama e fazer aquela bagunça. Lembrando que a molhadeira vai te acompanhar em qualquer ambiente que você escolher.

Na hora de tirar a roupinha do bebê (seja um menino ou menina) se prepare para incidentes com banhos de xixi, deixe sempre a mão uma fraldinha, ou cubra o periquito ou periquita com um lencinho (desses de limpeza para troca de fralda), ele não vai segurar todo xixi, mais vai evitar que você vire alvo rs. Depois de uns banhos de xixi a gente nunca mais esquece do processo...

Quando você perceber os primeiros sinais de interesse do bebê em brincar com a água (batendo as mãozinhas ou pezinhos) recomendo levar o banho de vez para o banheiro, assim você vai poder incentivá-lo a brincar e tornar o momento do banho mais divertido.

Acredito que contei de tudo um pouco sobre o que se passa no pós-parto, se eu lembrar de mais alguma coisa prometo que conto pra você. A partir daqui, vou começar a contar sobre o desenvolvimento e tentar contar em tempo real nossas experiências com o Bryan ( que hoje tem 1 ano de idade).

Bom, acho que por hoje é só...
Espero você no próximo post, mas não deixe de contar pra gente suas experiências ou anseios futuros da vida materna!

Beijos e até!


Nenhum comentário:

Postar um comentário