Acho que vi por aqui!

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Pós-parto em casa (parte 3)

Oie!!! Tudo bem com você?

Voltando a falar sobre o decorrer do pós-parto em casa; hoje vou conversar um pouquinho sobre o curativo do umbigo do bebê!

O que é o cordão umbilical?

O cordão umbilical é o que liga o bebê à mãe durante a gestação; é como um tubo que conduz a corrente sanguínea, nutrientes, anticorpos e oxigênio do corpo da mãe para o corpinho em formação do bebê.

Imagem retirada do Flickr
Copyright Todos os direitos da imagem reservados a Luis Henrique Novais
Curiosidade

Existe uma pesquisa feita por uma Universidade do Sul da Flórida - Estados Unidos, que diz que o cordão deve ser cortado somente depois que o cordão parar de pulsar, para garantir a transferência total de células-tronco, além disso, quando se espera esse período é reduzida a possibilidade de hemorragia, e ainda aumenta a quantidade de ferro armazenado no organismo do bebê diminuindo as chances de desenvolver anemia. Afinal, não custa nada esperar um minutinho né?!? Converse com seu médico sobre isso no pré-natal...

Cuidados com o coto do cordão umbilical:

No geral não tivemos problemas com o coto do cordão umbilical (aquele pedacinho do cordão que fica com o bebê), seguimos a risca as orientações do pediatra da maternidade; e foi bem simples, você só vai precisar de algodão, cotonetes, e álcool 70% só.
A cada troca de fralda (seja xixi ou cocô), você deverá higienizar o "umbigo", nos primeiros dias você, como eu (e acho que todos pais)  pode até ter dificuldades achando que vai doer, machucar o bebê e ficar com um pé atras na hora de manipular a região; mas vai por mim (e pelos pediatras e enfermeiros), é um "mal necessário", é muito melhor você sofrer com a angustia dos cuidados do que seu bebê ganhar uma infecção tão novinho. com muito cuidado, deixe um pedaço de algodão bem encharcadinho com o álcool, passe-o por todo umbigo (pode molhar o umbigo com o álcool - ele seca bem rapidinho), com o cotonete também embebido no álcool, percorra todas a curvinhas do umbigo removendo qualquer sujeirinha (da secreção dele mesmo) que possa ter se acumulado e depois seque todo umbigo com uma gaze ou com o próprio cotonete e algodão; é normal que o umbigo dê uma "meladinha" nas roupinha e/ou fraldas, com um pouquinho de secreção meio amareladinha ou até um pouquinho de sangue, o que não pode é essa secreção ter mau cheiro, ou que fique com aparência de inflamado com as bordas muito vermelhas, inchadas e /ou quentes, nesse caso procure um médico o mais rápido possível.

Os cuidados com coto do umbigo do meu bebê duraram 11 dias; na troca da fralda da madrugada do décimo para o décimo primeiro dia de vida, tomei um susto rs, já estava tão acostumada com aquele negocinho pendurado que na hora senti falta... 

Foto tirada logo que caiu o umbigo do meu bebê!

Depois que o umbigo cai, os cuidados continuam até que ele esteja cicatrizado (+/- 10 dias); em alguns casos, que foi o nosso, o umbigo demorou um pouco mais que o normal para cicatrizar, com 20 dias levamos ao pediatra para dar uma olhada, e foi realizada uma cauterização com Nitrato de Prata, que causa uma queimadura (química) na pele do umbigo onde é colocado; meu bebê não chorou e nem demonstrou nenhum tipo de sofrimento com a cauterização. O cordão umbilical do Bryan era bem grosso, e eu até esperava que demorasse para cair; e segundo uma das técnicas de enfermagem do hospital disse que poderia ser esse o motivo da demora para cicatrizar. E faz sentido, uma área maior pode demorar mais que uma área menor para se curar.

Não use nenhum curativo, faixa ou cinta que cubra o umbigo, e nenhum produto ou remédio para secar e cair mais rápido; alguns médicos podem até orientar seu pacientes a não usar nada, nem o álcool para limpar o umbigo. 
Ah! Você pode cobrir o umbigo com a fralda somente depois que ele estiver bem sequinho. 

Lembrando que essas orientações que citei nesse post, foram as que fiz em casa e que foram recomendadas pelo médico pediatra, mas é sempre bom seguir as orientações que seu pediatra de confiança lhe der.

Espero que tenha gostado desse post, no próximo vou falar um pouco sobre nossa experiência com o banho no Bryan recém-nascido, e outros cuidados com a pele do bebê!

Um beijo e até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário