Acho que vi por aqui!

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Mamãe, papai, bebê e tudo que a gesta tem direito!

Oie! Vim falar um pouquinho da minha gravidez, mas como é muita coisa pra compartilhar, resolvi dividir em trimestres... Então, vamos lá! 

Depois da longa jornada em busca do primeiro positivo de farmácia, corri novamente para realizar um exame de sangue (BhCG) pra não restar dúvidas, e sinheeee! Outro positivo, com o exame em mãos, marquei uma consulta com minha ginecologista que também é obstetra (o que me ajudou muito), e seguiu-se assim...


PRIMEIRO TRIMESTRE:

Logo de início meu marido e eu resolvemos contar apenas para os mais íntimos; parecia que a ficha ainda não tinha caído completamente...

Passei por alguns exames pra saber se estava tudo certo com a gente (bebê e eu), mas o melhor e mais lindo de todos foi o exame transvaginal, que deu pra ver perfeitamente nosso bebê ainda se formando, já dava pra ver bracinhos, perninhas e seu coraçãozinho que batia perfeitamente (e muito rápido), e naquele exato momento aquela ficha caiu, sim, nosso bebê estava lá, e não parava um minuto rsrs.

(US do meu bebê com 11 semanas)

No primeiro trimestre aquele juntadinho incrível de células, se multiplica, desenvolve e toma forma de um lindo (mini) bebê, as mudanças são sensacionais.

E por falar em mudanças... Adivinha quem muda também? 
O papai e a mamãe rsrs, a mamãe que aqui vos escreve logo nos primeiros momentos como gesta, teve oportunidade de experimentar as maravilhas da gestação.

Antes de engravidar eu já tomava Acido Fólico, e depois comecei a tomar um complexo vitamínico, iodo e comecei a prestar mais atenção na nossa alimentação; adeus lanches, pizzas, chopp, e meu amigo inseparável refrigerante de cola; uhuuul, baixou a geração saúde aqui (+/- rs).

Assim como qualquer outra gestante, meu corpo passou por mudanças físicas e hormonais, mudanças essas das quais não gosto muito de lembrar, a criatura aqui já estava nauseando antes de confirmar a gravidez, depois da sexta semana (+/-) vomitava horrores, até aí tudo bem, porque me disseram que por volta do terceiro mês os enjoos passavam, então, enquanto as semanas passavam, a barriguinha bem discreta começou a aparecer, junto dela uma fome insaciável acontecia nas pausas das náuseas, uma vontade de fazer xixi que chegava nos momentos mais inapropriados, e um sono que não me abandonava, eu acordava com sono, trabalhava com sono, tudo que eu fazia tava lá o sono. O papai também mudou, ficou super ansioso, porém, mais cuidadoso, muito mais amoroso, a alegria em pessoa; e ali se formavam uma mamãe, um papai e um lindo bebê.



[No próximo a saga continua...]

Beijos e até a próxima onde vou contar como foi nosso segundo trimestre!!!
Ah! Não esquece de deixar um comentário tá!





terça-feira, 5 de julho de 2016

Nosso POSITIVO!

Oie, hoje venho contar um pouquinho da nossa história, e a jornada do Bê-á-bá do meu bebê começa mais ou menos assim:

Depois de um pouco mais 1 ano e meio de (muitas) tentativas, finalmente nosso tão sonhado positivo chegou, uhuuuul! Mas será mesmo???
  • Atraso na menstruação?
  • Enjoos?
  • Abdômen baixo inchado?
  • Teste de farmácia?
Tinha tudo pra de cara ser o esperado positivo, mas na hora do teste de farmácia deu negativo; e junto com o negativo tristeza, e uma certa dúvida, daí você me pergunta: mas deu negativo, não deu? e eu lhe respondo, SIM e NÃO rs, pois bem, apareceram 2 linhas; uma linha rosa bem forte e uma sombra bem fraquinha (quase inexistente) da segunda linha, onde corremos (meu marido e eu, com uma interrogação gigante pairando sobre nossas cabeças) para ler (novamente) a bula do teste, o que não nos ajudou... Corri para internet, e fiquei conhecendo uma tal linha de evaporação (que em resumo é um falso positivo/negativo), e para tirar as caraminholas das cabecinhas ansiosas, compramos outro teste que deu negativo. Tristes seguimos nossas vidinhas; mas aqueles enjoos, e menstruação ainda atrasada não me deixavam em paz, passou outra semana, e eu ainda com a pulga atras da orelha; não deu outra, comprei outro teste de farmácia e esperei o dia seguinte para fazer... No dia seguinte, sem ter dormido direito por conta da ansiedade, corri para ver no que dava, e tanãaaaam!!!! P.O.S.I.T.I.V.O.

Meu  tão esperado positivo!

Nunca havia me sentido tão feliz e confusa ao mesmo tempo, eu as portas fechadas e meu marido do lado de fora todo curioso pra saber o resultado (tadinho), quando abri a porta não conseguimos nos conter de tanta alegria, eram abraços, beijos, lagrimas, e muitos, muitos planos a partir daquele lindo e inesquecível momento em 12/04/2015 eu-mãe.

Se o seu positivo ainda não chegou, continue tentando, procure ajuda médica e tenha muita paciência e calma, porque a ansiedade atrapalha MUUUITO o casal viu, e acima de tudo se amem e nunca se culpem, tudo vai dar certo. 

E você, qual foi sua reação ao ver suas duas linhas? ou Está na busca do positivo? Deixe aqui nos comentários...

Beijos e até a próxima onde vou contar um pouquinho sobre como foi minha gravidez.